Avançar para o conteúdo

Agência Pixelnove

Início » A ascensão do luxo nas redes sociais: Estudo revela aumento de 35% nas interações em 2023

A ascensão do luxo nas redes sociais: Estudo revela aumento de 35% nas interações em 2023

Nunca antes o fascínio pelo luxo foi tão evidente nas redes sociais como no ano de 2023. Um recente estudo conduzido pela Visibrain, uma plataforma de monitorização amplamente utilizada por profissionais de marketing e comunicação global, revelou um impressionante aumento de 35% nas interações dos consumidores com as prestigiadas marcas, consolidando uma tendência de crescimento iniciada em 2018.

Ao longo do último ano, o número de publicações diretamente relacionadas a essas marcas ultrapassou a marca de 176,1 milhões, estabelecendo assim um novo recorde mundial. Liderando o ranking de influência está a Louis Vuitton, com mais de 25 milhões de interações, seguida pela Dior, com 19,9 milhões, e a Gucci, ocupando o terceiro lugar com 8,6 milhões.

Outras marcas renomadas, como Tiffany & Co (7,6 milhões), Cartier (4,7 milhões), Chanel (4,5 milhões), Prada (4,4 milhões), Alexander McQueen (4,2 milhões), Versace (4,1 milhões) e Loewe (3,9 milhões), completam o prestigiado top 10. Em relação às redes sociais, o Instagram lidera com 90,3 milhões de interações, seguido pelo TikTok, com 17,6 milhões.

A estratégia de compartilhamento de vídeos no YouTube emerge como uma aposta bem-sucedida das empresas de luxo, que, até há alguns anos, mantinham certa reserva em relação às novas plataformas tecnológicas. A análise detalhada da Visibrain revelou que 75% dos vídeos compartilhados por essas marcas têm menos de um minuto de duração. O estudo destaca, ainda, que marcas como Tiffany & Co, Louis Vuitton e Dior têm se destacado especialmente devido aos filmes criativos que compartilham.

Neste cenário de crescente interação digital, as marcas de luxo estão se reinventando, abraçando as plataformas online com entusiasmo. O estudo da Visibrain não apenas evidencia o papel dominante do Instagram e do TikTok, mas também ressalta o impacto significativo dos vídeos curtos no YouTube, revelando uma adaptação bem-sucedida ao comportamento dos consumidores modernos. Em 2023, a presença luxuosa nas redes sociais não é apenas uma opção, mas uma necessidade estratégica para as marcas que almejam manter e expandir sua influência global.